Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Follow by Email

Translate

Seguidores

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Brasileiro recebe da Unesco Prêmio Sharjah de Cultura Árabe

Icarabe.org (27/02/2012): Brasileiro recebe da Unesco Prêmio Sharjah de Cultura Árabe: Receberam em 27 de fevereiro, em Paris, o 10º Prêmio Sharjah de Cultura Árabe o arabista brasileiro João Baptista de Medeiros, professor titular da UFRJ, filiado ao ICArabe , e o jornalista libanês Elias Khoury.

O Prêmio Sharjah é conferido pela Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura), desde a sua instituição pela União dos Emirados Árabes em 1998, a duas personalidades – uma de país árabe e uma de outro país – que, por seus esforços, contribuíram para o desenvolvimento e a difusão da cultura árabe no mundo através de seu trabalho artístico ou intelectual.

O professor Vargens é autor, entre outras obras, do Léxico português de origem árabe (Almádena, 2007) e co-organizador do bem realizado Dicionário Árabe-Português do Monsenhor Alphonse Nagib Sabbagh (Almádena/Fundação Biblioteca Nacional, 2011). Especializou-se em Língua Árabe pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e pela Universidade de Damasco. Fundou os cursos de extensão em Língua Portuguesa e Cultura Brasileira nas universidades de Tetuão (Marrocos) e de Damasco (Síria). O professor também é conhecido por suas contribuições à história do samba brasileiro, sendo autor das biografias Candeia, luz da inspiração (Funarte, 1997), Monarco: a sabedoria do samba (Oficina do Parque, 2011) e Martinho da Vila: tradição e renovação (Almádena, 2011). Em 2006 fundou a editora Almádena e recentemente foi contemplado com uma bolsa de pesquisa para catalogar os livros árabes de D. Pedro II, pertencentes ao acervo da Biblioteca Nacional.

Na véspera de sua partida à França para receber a premiação, João Baptista de Medeiros Vargens concedeu-me [Michel Sleiman] esta entrevista. Falou da paixão que marca a sua trajetória intelectual e que notabilizou suas incursões no universo da língua árabe e da cultura popular brasileira. >>> Leia mais, clique aqui.


Veja mais:

Nenhum comentário: